RADIO GESSO

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Polícia Militar do Ceará de luto

O tenente da Polícia Militar Marcos Lira, lotado na 1ª Companhia do 5ª Batalhão, baleado durante assalto na manhã desta sexta-feira (14), não resistiu aos ferimentos e morreu no Instituto Dr. José Frota (IJF).

O oficial foi surpreendido por homens que assaltavam uma loja de celulares. Ele não percebeu a ação e acabou sendo baleado na cabeça. Um outro policial que o acompanhava conseguiu disparar contra os bandidos enquanto eles tentavam fugir.

Um dos bandidos morreu no local e o outro ficou ferido. De acordo com informações do Relações Públicas da PM, tenente-coronel Andrade Mendonça, o envolvimento de um terceiro suspeito está sendo investigado.


Doação de sangue


Ao longo da manhã e início da tarde, uma grande campanha nas redes sociais convocou militares para doarem sangue ao tenente Marcos Lira. A sede do Hemoce na Avenida José Bastos, no bairro Rodolfo Teófilo, inclusive, ficou lotada de policias que se prontificaram a ajudar o PM baleado, segundo informou a assessoria do Hemoce. Após a confirmação da morte do tenete, entretanto, os agentes deixaram o local. 


Outros casos


Além de Marcos Lira, outros dois policiais foram baleados em situações distintas nesta sexta-feira. O primeiro caso aconteceu logo na madrugada. Bandidos fizeram barricada para assaltar três ônibus na CE-060, em Quixeramobim. Em um dos veículos estava um PM que se dirigia a Fortaleza. Ele percebeu a ação do bando e conseguiu balear um dos suspeitos, que morreu. Porém ele também foi atingido e teve que ser levado para o hospital. Na ocasião, outra pessoa ainda ficou ferida, mas passa bem.

No bairro Quintino Cunha, um sargento foi chamado para coibir um assalto. Chegando ao local, trocou tiros com a dupla que estava cometendo delito em um mercadinho. O policial foi atingido no braço, mas foi socorrido e passa bem. Um dos assaltantes foi preso.


Na última terça-feira (11), um sargento da Polícia Militar também foi vítima de tentativa de assalto no Montese. O militar estava em frente a uma residência situada na rua Barão de Canindé, quando foi abordado por dois homens. Na ação criminosa, um dos bandidos sacou uma arma e o PM reagiu. Houve tiroteio e o policial foi atingido no abdome, no ombro esquerdo, no braço direito e nas costas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário