RADIO GESSO

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

24 agentes de segurança foram mortos em 11 meses no Ceará

O soldado da Polícia Militar Gilmar Almeida de Queiroz, que era lotado em Horizonte, município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), morreu na madrugada deste domingo (13), após ser lesionado a bala defronte à casa dele, na noite de sábado (12). Ele foi atingido por três disparos, no ombro, no tórax e na perna durante um assalto. Nos últimos três dias, dois policiais foram mortos a tiros na Grande Fortaleza. Em 11 meses já são 24 agentes de segurança, entre policiais civis, militares e rodoviários mortos no Estado, número superior aos 15 registrados no ano passado.

Segundo a Polícia Militar, Gilmar estava de folga e à paisana quando foi abordado por duas pessoas numa motocicleta, na porta de sua residência. Os assaltantes efetuaram os disparos e, conforme informações preliminares, teriam levado a motocicleta, a arma e o celular do PM. Os dois suspeitos fugiram e ainda não foram identificados.
Queiroz chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Horizonte e, em seguida, transferido para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, onde foi levado para o Centro Cirúrgico. Mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.
O soldado era lotado na 8ª Cia do 2° Batalhão de Policiamento Comunitário (BPCom). Descrito pelos colegas de profissão como policial exemplar, Gilmar havia sido condecorado pela Câmara Municipal de Pacajus, no Dia do Soldado.
O velório do PM ocorrerá na Rua da Estrela, nº 153, no bairro Campo Novo, em Quixadá. O sepultamento está marcado para as 10h de hoje, também na cidade. Equipes do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e do BPCom realizaram buscas na região, mas os acusados do crime não foram localizados. Conforme o coronel Francisco Souto, responsável pelo Comando do Policiamento da Capital (CPC) e Região Metropolitana, suspeitos do crime já foram identificados, mas os nomes ainda não podem ser divulgados.
Caucaia
Na última sexta-feira (11), um sargento da Reserva Remunerada da Polícia Militar foi executado a tiros no Parque Leblon, município de Caucaia. Os acusados do crime seriam traficantes de drogas da região.
Segundo Souto, o sargento Carlos Alberto Ribeiro Gomes, de 54 anos, trafegava em uma Hilux pela Rua Antônio Gonçalves quando teve o veículo interceptado por bandidos armados em outro carro. Conforme o oficial, os criminosos estavam em Chevrolet Celta e dispararam várias vezes contra o militar.
Baleado, ele saiu do veículo, mas morreu do lado de fora da caminhonete e ainda foi atingido por pedradas pelos atiradores. Sobre a motivação do crime, o comandante do CPC disse que nada foi levado do policial, descartando inicialmente a hipótese de roubo. Equipes da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciaram as investigações sobre a execução do militar.
A reportagem apurou que o PM respondeu a processos por homicídio quando ainda era da ativa e o crime pode ser algum tipo de vingança. Outra hipótese seria uma desavença dele com um traficante de drogas da região, que ameaçava moradores e teria se desentendido com o militar, que era dono de uma barraca na Praia de Iparana.
Homenagem

A missa de 30 dias em homenagem a outro PM, tenente Marcos Paulo Lira, morto no último dia 14 de outubro, ocorre hoje. A celebração será às 20h, no Santuário Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Rodolfo Teófilo.

FONTE- Diario do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário