segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Plantão policial

O caminhão se desgovernou e capotou numa ribanceira. A guarnição retornava de um combate a incêndio em vegetação

A viatura sinistrada é igual a esta e pertence ao  Quartel do CBM de Guaramiranga 

Dois integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBM) permanecem internados em estado grave no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), na Capital,  após sofrerem um acidente na noite deste domingo (11) na região do Maciço de Baturité. A viatura em que eles viajavam capotou na descida da Serra da Aratuba (a 122Km de Fortaleza).

O desastre ocorreu por volta das 19 horas e, segundo a Corporação, a viatura, um caminhão auto-bomba-tanque (ABT), pertence ao Quartel de Guaramiranga e havia sido acionada para combater um incêndio de vegetação na encosta da Serra da Aratuba, entre os Municípios de Aratuba e Capistrano. No retorno para o Quartel, ocorreu o desastre.

Feridos

Dois bombeiros foram resgatados no local com ferimentos leves e foram socorridos para o Hospital Municipal da cidade de Aracoiaba (a 73Km de Fortaleza). Os outros dois – cujos nomes não foram revelados – ficaram presos nas ferragens do caminhão e só foram resgatados com a chegada de outras guarnições enviadas ao local pelas autoridades.

Durante toda a noite, equipes de resgate trabalharam no local para o resgate dos feridos. Na manhã desta segunda-feira, uma perícia deverá ser realizada no local do sinistro. O Comando-Geral da Corporação deverá se manifestar oficialmente logo mais.

Bombeiro morto

No último dia 15 de novembro, o soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, Francisco Edson Peixoto Filho morreu em um acidente de trânsito ocorrido na BR-222. Outros três colegas de farda ficaram feridos. O carro em que eles viajavam foi colhido por um caminhão.

 A colisão foi frontal no quilômetro 31, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Na ocasião, os militares retornavam para Fortaleza após terem cumprido plantão no Quartel da Corporação na cidade de Itapipoca. 

Por FERNANDO RIBEIRO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário