RÁDIO GESSO

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Solenidade marcara transição do governo episcopal de Crato

Próximo dia 1º de janeiro de 2017, às 17h, na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, acontecerá a celebração solene de encerramento do governo episcopal de dom Fernando Panico na diocese de Crato e inicio do pastoreio de dom Gilberto Pastana de Oliveira como sexto bispo diocesano.

A solenidade deve contar com a presença de padres, diáconos, religiosos, religiosas e leigos de toda a diocese de Crato, que celebrarão juntos este momento marcante para os 32 municípios que hoje fazem parte da região diocesana e as 57 paróquias. A expectativa também é que outros bispos, inclusive os do regional Nordeste 1 da CNBB, participem da celebração.

O anuncio oficial do Papa Francisco foi feito na manhã da última quarta- feira do ano, dia 28 de dezembro. Agora a diocese de Crato possui um bispo diocesano, dom Gilberto Pastana, e dois bispos eméritos, dom Fernando Panico e dom Newton Holanda Gurgel.

Dom Gilberto

Dom Gilberto Pastana, natural de Boim, distrito de Santarém, Pará, chegou a diocese de Crato no dia 17 de julho de 2016 e, em cinco meses, visitou todas as paróquias da diocese, para conhecer de perto a realidade de evangelização da cada padre. Também participou de encontros com pastorais e movimentos diocesanos e confirmou no batismo, com o sacramento do Crisma, mais de cinco mil jovens.

Antes de chegar a diocese de Crato, dom Gilberto estava como bispo da diocese de Imperatriz, Maranhão. É mestre em Teologia com especialização em Teologia Espiritual, Roma-Itália. Foi ordenado bispo dia vinte e oito de outubro de 2005.

Dentre as atividades desenvolvidas antes do episcopado, dom Gilberto já foi reitor do Seminário São Pio X (1987-1990), Coordenador Diocesano de Pastoral (1993-1996 e 2002), Vice-Reitor do Seminário Maior Interdiocesano São Gaspar, Belém-PA (1996), Coordenador do Departamento de Filosofia e Teologia no Instituto de Pastoral Regional-IPAR, Belém-PA (1996-1998), vigário da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Belém, PA (1997-1998) e diretor da Rede Vida de Televisão (2000-2005).

Dom Fernando

Dom Fernando Panico, Missionário do Sagrado Coração de Jesus, iniciou seu episcopado na diocese de Crato em 29 de junho 2001. Durante estes 15 anos e 6 meses ordenou sessenta e oito padres, criou quatro Santuários Diocesanos: o da Igreja-Matriz de Nossa Senhora das Dores, de Juazeiro do Norte, o Santuário Eucarístico Diocesano, que funciona na igreja de São Vicente Férrer, em Crato, o Santuário da Divina Misericórdia, na Igreja-Matriz de Santo Antônio, na cidade de Barro e o Santuário Mãe do Belo Amor, localizado no Sítio Páscoa, na zona rural do Crato..

Conseguiu, junto ao Vaticano, a elevação da Igreja-Matriz de Nossa Senhora das Dores à condição de Basílica Menor, hoje Basílica Santuário. Abriu portas para instalação de comunidades religiosas, organizou o 13º Encontro Nacional das Comunidades Eclesiais de Base, administrou a construção da atual Residência Episcopal e Cúria Diocesana, instalou casas de recuperação para dependestes químicos, como a Fazenda da Esperança Padre Cícero, criou quinze paróquias. Conseguiu ainda promover análises e estudos para o processo de Beatificação de Benigna Cardoso e de Reconciliação da Igreja Católica com o Padre Cícero Romão Batista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário