RADIO GESSO

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Homossexual foi morto com uma davada no pescoço

Quase 50 dias depois e um novo homicídio foi registrado no município de Lavras da Mangabeira e, coincidentemente, na mesma rua do anterior. Por volta das 08h30min desta quinta-feira populares que passavam em frente à casa do calereireiro Adalberto Henrique Gomes, de 49 anos, vislumbraram pela janela o mesmo caído dentro do imóvel e trataram de acionar à polícia.
Imediatamente, uma patrulha do Destacamento Militar de Lavras esteve na Rua Maria Zilda Gonçalves, 371 do bairro Vila Bancária. A vítima era homossexual, residia sozinha e apresentava uma perfuração à faca no pescoço. Existe ainda a suspeita de um suicídio o que está sendo averiguado pela Perícia Forense e os investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Lavras da Mangabeira.
Este foi o primeiro homicídio de 2017 em Lavras, onde quatro pessoas tombaram mortas no decorrer do ano passado. O último assassinato naquele município aconteceu na manhã do dia 16 de dezembro quando populares encontraram o cadáver do jovem Jeferson Silva de Lima, de 19 anos, que residia na Rua Maria Zilda, 503 (Bairro Vila Bancária). O corpo estava em um terreno por trás do prédio do matadouro municipal e apresentava perfurações à bala e duas pessoas foram detidas como suspeitas do crime, mas negaram.

miseria.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário