RADIO GESSO

>

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Instituto flor do Piqui promove viajem de intercâmbio para agricultores e técnicos

  O Instituto Flor do Pequi em parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (IICA), contando ainda com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) está realizando um importante intercâmbio com objetivos nas áreas da agricultura familiar e cultural. Para isso, um grupo formado por agricultores, agricultoras e técnicos de diversas cidades do Cariri, partiram na última quarta-feira do Crato com destino final em Cascavel, no estado do Paraná. Durante treze dias, o grupo percorrerá cidades dos estados de Alagoas, Bahia, Goiás, Brasília e São Paulo até chegar no Sul do país. O presidente do Instituto Flor do Pequi, Pedro Lobo afirmou que o intuito do projeto é proporcionar aos agricultores a oportunidade de conhecer experiências no campo da agricultura familiar, nas áreas de produção, comercialização, organização administrativa e jurídica, entre outros temas. O intercâmbio cultural também fará parte da agenda. “Ao retornar aos lugares de origem, as experiências vivenciadas serão compartilhadas com as comunidades, como também serão avalizadas a viabilidade de implantação das mesmas aqui no Cariri”, destacou Pedro Lobo. Ele classifica a comercialização dos produtos de origem da agricultura familiar como o grande gargalo do setor.  Uma das integrantes do grupo, a agricultora Zenilda Alves moradora do município de Santana do Cariri, disse que espera obter novos conhecimentos e aproveitar a viajem, já que esta é a primeira com destino tão distante. Não esconde a saudade de casa, dos filhos, mas segundo ela, não podia perder esta oportunidade.  Já bastante experiente no ramo da agricultura familiar e movimentos sociais, Margarida da Hora, residente na Baixa do Maracujá, Distrito de Santa Fé, em Crato, afirmou que é uma maravilha conhecer novas culturas e depois implementar algumas ações a sua. Ela espera aprender novas maneiras e práticas agroecológicas e como conviver melhor com a natureza.  O jovem Iarles Mendes tem 19 anos e mora em Araripe. Em sua terra ele planta diversas culturas, entre elas a mandioca. Meu objetivo é aprender o máximo e depois retransmitir esses conhecimentos em meu lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário