RADIO GESSO

>

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Universitária e encontrada morta

Uma estudante universitária de 26 anos foi encontrada morta no início da manhã deste domingo (12), dentro da casa onde morava no bairro Serviluz, em Fortaleza. A Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros foram foi acionados ao local após vizinhos da vítima sentirem um forte cheiro vindo de dentro do imóvel. Os policias tiveram que forçar a entrada já que a porta de acesso à casa estava fechada. Testemunhas disseram que Ana Carla Pereira Teixeira é natural de Lavras da Mangabeira e mora sozinha há cerca de um ano. De acordo com o coordenador da Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3), tenente Marcos Paulo, a mulher estava deitada de bruços em uma rede e com marcas de sangue espalhadas pelo corpo. Ainda segundo o tenente, o procedimento posterior foi chamar à Perícia Forense do Ceará (Pefoce) para encaminhar o corpo à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Pefoce. Conforme os peritos, não foi possível realizar os exames iniciais devido o corpo apresentar sinais de decomposição. A morte será investigada pelo 9º DP (Vicente Pinzón). À reportagem, o irmão da vítima (identidade preservada), disse que não mantinha um relacionamento positivo com a irmã. “Ela era muito teimosa. Eu dava conselhos, mas ela não queria me obedecer. Chegou ao ponto da gente parar de se falar porque eu cansei de tentar ensinar o certo a ela”. Ele acrescentou que não concordava que a jovem tivesse residência fixa no bairro Serviluz por considerar a área muito perigosa. Para o irmão, o ideal seria que eles morassem juntos no Castelão, onde ele tem uma casa. Contudo, o parente ressaltou também que por ela ser muito comprometida com os estudos, a morte da estudante não estaria relacionada a envolvimento com coisas ilícitas. Apesar da distância, fica agora o sentimento de tristeza em todos os familiares. "É inevitável não ficar muito triste com o que aconteceu. Ela era muito nova, estava começando a viver agora e tinha um futuro próspero pela frente", relatou.
Fonte -Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário