RADIO GESSO

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Nota de pesar

O prefeito do Crato Zé Ailton Brasil lamenta profundamente o falecimento do bispo emérito, Dom Newton Holanda Gurgel, que esteve à frente da Diocese de Crato por oito anos e meio.
Nascido em Acopiara, Ceará, em primeiro de novembro de 1923, dom Newton recebeu ordenação sacerdotal em 17 de dezembro de 1949. Foi ainda reitor do Seminário São José de Crato e em 27 de maio de 1979 recebeu a ordenação episcopal, como bispo-auxiliar, das mãos do Papa São João Paulo II. Foi nomeado bispo da diocese do Crato em 17 novembro de 1993, com a renúncia de dom Vicente, tornando-se, assim, quarto bispo diocesano.
Em sua trajetória como bispo, ordenou vinte e oito sacerdotes e criou quadro paróquias. Em 02 de maio de 2001, teve aceito o pedido de renúncia em conformidade com o cânon 401§ 1 do Código de Direito Canônico (motivo de idade), permanecendo assim como administrador diocesano até 29 de junho de 2001. A partir daí, na condição de bispo-emérito, dom Newton se recolheu em sua residência particular, em Crato.
Há cinco meses, no dia primeiro de novembro de 2016, ao comemorar 93 anos, dom Newton disse agradecendo a Deus por sua vida: “A nossa vida, não é suficiente para agradecermos o primeiro momento de nossa existência”.  E continuou: “Tudo é misericórdia de Deus. De manhã cedo, ao acordar, pensei lá no coração: mais um ano em que a misericórdia de Deus me concede celebrar mais uma data de nascimento, tudo por graça, tudo por bondade infinita. Uma palavra cai bem para expressar este sentimento: ação de graça, dia de oração. Gratidão à caridade, à fineza e à bondade das pessoas que me cercam, reconhecendo a bondade de Deus nas pessoas”.
Dom Newton deixa um legado de caridade amor e fé. 
O sentimento é de tristeza pela sua partida,  mas também  de imensa  gratidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário