sexta-feira, 13 de julho de 2018

Duas pessoas são presas suspeitas de envolvimento na chacina em Palmácia

Duas pessoas suspeitas de envolvimento na chacina  em Palmácia, onde cinco homens foram assassinados na madrugada desta sexta-feira (13), foram presas, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O crime aconteceu na localidade de Cafundó, a 71,9 km de Fortaleza. 
De acordo com a SSPDS, "mais informações acerca das prisões serão divulgadas em momento oportuno para não comprometer os trabalhos de investigação". O órgão informou ainda que equipes da Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia Regional de Baturité, e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) seguem em busca de outros suspeitos. 

Cinco homens, todos agricultores, foram executados por quatro suspeitos, com arma de fogo e objetos cortantes, por volta das 4h30 da manhã, quando homens encapuzados bateram na casa e afirmaram ser policiais. As vítimas abriram a porta, foram levados para uma área próxima e foram executados. A polícia encontrou os corpos amarrados com cordas, perto de uma estrada. 

Três hipóteses
As mortes podem ter sidos por engano. De acordo com o delegado de Baturité, José Morais, essa é uma das três linhas de investigação em que a Polícia trabalha para elucidar o caso. As outras duas hipóteses são crimes ligados a facção e devido a roubo de gado.
Todas as vítimas eram agricultores e foram identificadas como Paulo Sérgio dos Santos, 31, Antônio Barbosa de Sousa, 57, Roniele Costa Pereira, José Edson dos Santos, Francisco Antônio Pereira de Abril, 42. Conforme a Polícia, nenhum dos cinco mortos têm antecedentes criminais. Antônio Barbosa e Paulo eram pai e filho.
Segundo a Polícia, uma das linhas de investigação apura que os suspeitos estariam atrás de um foragido da cadeia Pública de Palmácia, identificado por Antônio Augusto Santos da Silva, e teriam executado as vítimas pensando que o homem estaria entre o grupo. 
A segunda possibilidade em que a Polícia trabalha é que as execuções estariam ligadas a facções criminosas e a terceira que elas teriam ocorrido em virtude do roubo de gado, prática que seria comum na região. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário