Usuarios On-line


sábado, 20 de março de 2021

Casal morre de Covid-19 num intervalo de quatro dias no Hospital Regional de Sobral



Eles moravam na sede do distrito de Baixa-Fria na zona rural de Santana do Acaraú, ela estava intubada na UTI desde o dia 27 de fevereiro, ele estava em tratamento em leito semi intensivo aguardando vaga para UTI desde o dia 5 de março
   
O casal de aposentados Espedito Canafístula de Souza, 73 anos e Railda Nascimento de Carvalho, 64 anos, morreu em um intervalo de quatro dias, após complicações da Covid-19, no Hospital Regional Norte em Sobral no Ceará. O primeiro a falecer foi Espedito Canafístula. Após sentir os sintomas da doença, o casal procurou o Hospital Municipal Dr. José Arcanjo Neto em Santana do Acaraú e após receber os primeiros atendimentos, decidiram voltar pra casa no distrito de Baixa-Fria, zona rural do município. Alguns dias depois, os sintomas se agravaram e eles foram internados no Hospital da cidade. Railda Carvalho foi transferida no dia 27 de fevereiro para um leito de UTI no Hospital Regional de Sobral, já o marido teve o estado de saúde agravado e foi transferido às pressas, na manhã do dia 5 de março, mas sem vaga na UTI, o paciente ficou em fila de espera por um leito e estava recebendo tratamento semi intensivo.

Após nove dias de tratamento no hospital, o aposentado Espedito Canafístula morreu no último domingo (14) e foi sepultamento no mesmo dia no cemitério do distrito onde nasceu. O estado de saúde da aposentada era grave, já havia perdido as funções renais em virtude dos medicamentos administrados na paciente e o organismo não respondia de forma positiva a diálise realizada pelo hospital, durante alguns dias, o organismo da aposentada deixou de apresentar qualquer tipo de melhora, causando sua morte na noite desta quinta-feira (18). Uma das filhas de Railda Carvalho que é enfermeira e mora em São Paulo, Cristiane de Carvalho Silva veio ao Ceará para dar suporte ao irmão Diego Canafístula. O corpo de Railda foi sepultado na manhã desta sexta-feira (19) também no cemitério de Baixa-Fria, sob forte emoção de familiares e amigos, o distrito de Baixa-Fria é onde vive a família que carrega o mesmo sobrenome, Canafístula.  

Fonte: Jornalista Manoelzinho Canafístula