Usuarios On-line


quinta-feira, 25 de março de 2021

CRESCE NÚMERO DE CEARENSES COM NÍVEL SUPERIOR



O Ceará deu um salto na oferta de educação superior e na quantidade de pessoas formadas. Em 10 anos, o crescimento no número de cearenses graduados foi de 122,6%, passando de 352.253 para 784 mil. Os dados são de um estudo realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), que indicou ainda uma ampliação no quantitativo de docentes que conquistaram título de mestres e doutores.

A análise da Secitece revelou aumento significativo no número de matrículas em cursos de graduação, especialmente no interior do Estado. De 2008 a 2019, houve um crescimento de 176,2% de pessoas matriculadas, passando 35.252 para 97.360.

“Este salto foi motivado, principalmente, pela interiorização do Ensino Superior Público, com o surgimento de novos Campi da UFC e a expansão dos já existentes (UFC e IFCE), além da criação da UFCA, da Unilab e ainda pela expansão permanente dos Campi das universidades estaduais (Uece, Urca e UVA)”, explica Cândido B.C. Neto, coordenador de Educação Superior da Secitece.

No que diz respeito à educação superior na modalidade a distância, o número surpreende: de 2010 a 2019, o crescimento foi de mais de 600%, com um aumento de 9.646 para 70.738 estudantes de graduação e especialização.