Usuarios On-line


segunda-feira, 31 de maio de 2021

Mutirão para vacinar todos os profissionais de segurança iniciará nesta terça-feira (1º) em Fortaleza




Objetivando a proteção da saúde dos profissionais de segurança pública do Ceará, um mutirão de vacinação contra a Covid-19 iniciará nesta terça-feira (1º) em Fortaleza. A intenção é que todos os homens e mulheres que integram as instituições vinculadas à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na capital cearense, sejam vacinados. Os servidores e militares precisam estar com seus cadastros feitos no aplicativo Saúde Digital (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/).

A previsão na Capital foi repassada após tratativas da SSPDS junto à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Prefeitura de Fortaleza. O reforço visa que todos os profissionais de segurança cearenses cadastrados no Saúde Digital da Secretaria da Saúde (Sesa) do Governo do Ceará sejam vacinados até sexta-feira (4).

“Recebemos a confirmação há pouco da Prefeitura Municipal de Fortaleza em relação aos profissionais de segurança, que a vacinação desses homens e mulheres será concluída de terça a sexta-feira desta semana. Então, é uma importante medida e fruto de uma gestão do Governo do Estado do Ceará, mas também aqui da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social. Destacando que há também a perspectiva que a vacinação dos profissionais de segurança nos demais municípios no interior do Estado também se conclua ainda nesta semana”, destaca Sandro Caron, secretário da SSPDS.

Conforme citado pelo gestor, há uma previsão ainda que os mutirões de imunização se estendam ao interior do Ceará, que deverá ter, ao todo, 16 polos de vacinação nas cidades de Caucaia, Eusébio, Horizonte, Maracanaú e Maranguape e Canindé, Crateús, Iguatu, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Paracuru, Quixadá, Russas, Sobral e Tauá.

Vacinação de profissionais de segurança

Desde o dia 11 de abril, as vacinações já ocorriam em todo o Ceará à medida que o Estado recebia lotes de vacinas enviados pelo Ministério da Saúde. A antecipação de policiais e bombeiros militares, policiais civis e peritos forenses cearenses ocorreu após articulação do governador do Ceará, Camilo Santana, além de tratativas que também foram conduzidas pelo secretário Sandro Caron junto aos ministérios da Justiça e Segurança Pública e da Saúde.