Usuarios On-line


segunda-feira, 8 de março de 2021

8 de março: o dia que representa séculos de lutas e conquistas


O Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta segunda-feira (8 de março), longe de ser apenas uma data comemorativa, representa mundialmente a luta de mulheres contra diversos tipos de violências, desigualdades e injustiças. A data, definida em 1977 pela a Organização das Nações Unidas (ONU), foi motivada por uma série de protestos que reivindicavam igualdade de direitos, melhores condições de trabalho e, sobretudo, o fim das desigualdades entre homens e mulheres.


(Foto: Divulgação / Internet)

No Brasil, um marco dessa luta foi o direto ao voto, em 1932, o que até então, era exclusivo dos homens, em especial, homens ricos. Ao logo de toda a história, a luta de mulheres ganhou força e novas conquistas por uma sociedade mais justa, como a criação da primeira delegacia da mulher, em 1985, a criação da Lei Maria da Penha, em 2006, e a aprovação da Lei do Feminicídio, em 2015, que passou a reconhecer o feminicídio como crime de homicídio.

Atualmente, mesmo em um país ainda estruturalmente dominado pela figura masculina e longe da igualdade de gênero, cada vez mais espaços estão sendo ocupados por mulheres, seja na cultura, no esporte, na política, saúde, ciência e em várias outras áreas predominantemente dominadas por homens.

A mulher na política

Em 2021, 658 prefeituras brasileiras serão comandadas por mulheres. Das 20 mulheres que concorriam ao cargo no segundo turno das eleições, 7 foram eleitas. Já no primeiro turno das eleições municipais em 2020, o Tribunal Superior Eleitora (TSE) já havia registrado a eleição de 651 mulheres ao cargo de prefeitas e 885 para vice.

Mulheres empreendedoras

O Brasil ocupa a 7ª posição entre as nações com o maior número de mulheres empreendedoras, segundo relatório da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), que analisou 49 nações. No Estado do Ceará, de acordo com o SEBRAE, 45% das micro e pequenas empresas são administradas por mulheres. Ainda de acordo com o relatório da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), 69% das mulheres que empreendem têm graduação ou pós-graduação, mesmo com o fato de ter que equilibrar a rotina entre serviços domésticos e a jornada de trabalho.

O 8 de março é uma data para ser celebrada e, acima de tudo um momento de reflexão. Reflexão sobre àquilo que é de direito e àquilo que precisa ser reivindicado por uma sociedade mais justa e equiparada a todos.

Feliz Dia Internacional das Mulheres