Usuarios On-line


quinta-feira, 13 de maio de 2021

Quem não realizar prova de vida terá benefício bloqueado, informa INSS


Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terão que voltar a fazer prova de vida para não terem seus benefícios bloqueados. Com a obrigatoriedade suspensa desde março do ano passado, por conta da pandemia, as provas de vida serão retomadas a partir de junho. A referida comprovação deve ser feita nas agências onde o segurado recebe o benefício por meio digital, com biometria facial e nos aplicativos “Meu INSS” e “Meu gov.br.

Tanto aposentados quanto pensionistas, ao serem chamados para a prova de vida, não podem descumprir a orientação.

De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, os bloqueios serão retomados a partir da competência de maio de 2021.

“A rotina citada abrangerá, na competência maio de 2021, os benefícios em que não houve a realização da comprovação de vida por nenhum canal disponibilizado para tal procedimento, sendo estes selecionados para integrar o primeiro lote do processo de comprovação de vida por biometria facial”, destaca a portaria.

Prova de vida digital

Desde agosto do ano passado, a prova de vida também pode ser feita por meio do aplicativo ou site Meu INSS por beneficiários com mais de 80 anos ou com restrições de mobilidade. A comprovação da dificuldade de locomoção exige atestado ou declaração médica. Nesse caso, todos os documentos são anexados e enviados eletronicamente.

No dia 23 de fevereiro, o governo anunciou a ampliação da prova de vida digital, que está em projeto piloto desde agosto do ano passado, por meio de biometria facial. Na primeira etapa, participaram cerca de 500 mil beneficiários de todo o país. Agora participarão mais 5,3 milhões de segurados. A prova de vida deve ser feita pelo aplicativo meu-gov.br.

CONFIRA O CALENDÁRIO DIVULGADO PELO INSS