Usuarios On-line


quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Após ataque hacker, Rio ainda não conseguiu normalizar serviços


Na última segunda-feira, 15, o município do Rio de Janeiro foi vítima de uma tentativa de furto de dados sigilosos da prefeitura. Desde então, equipes trabalham 24 horas para normalizar os serviços prestados. “Logo que a gente percebeu a ameaça, as equipes técnicas tiveram que retirar do ar, preventivamente, todo o sistema, para proteger a população, de 6,8 milhões de pessoas”, disse o prefeito Eduardo Paes.


Tomaz Silva/Agência Brasil

De acordo com ele, a ocorrência foi registrada na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, que tenta identificar o responsável. Não se sabe o prazo para que os serviços voltem a funcionar.

“Tenho a exata noção dos transtornos que essa ação criminosa está provocando na vida das pessoas. Eu queria tranquilizar os contribuintes e informar que esses dias em que o sistema estiver fora do ar não vão ser considerados como dias úteis para fins de vencimento de tributos e contas”, afirmou o prefeito.

Mesmo com o sistema fora do ar, alguns serviços continuam funcionando como o Sistema de Regulação (Sisreg), o Centro de Operações, o 1746 e o Táxi Rio. Já os serviços de licenciamento sanitário online, emissão de nota fiscal, arrecadação de IPTU, atendimento do CadÚnico estão suspensos. “Estamos trabalhando para resolver o problema e devolver a tranquilidade aos cariocas. Pedimos compreensão”, comunicou Eduardo Paes.