Usuarios On-line


sexta-feira, 14 de maio de 2021

Vereador tem mandato cassado no interior


Em ação de Investigação Judicial Eleitoral, o TRE-CE julgou procedente o pedido de cassação dos candidatos do PDT de Nova Russas, município localizado a 304km de Fortaleza. As constatações dão conta de fraudes à cota de gênero nas eleições de 2020. Por consequência, o vereador Diego Diogo, eleito no ano passado 667 votos, teve o mandato cassado, além de se tornar inelegível pelos próximos oito anos.

A punição de inelegibilidade pelo mesmo período, decida por unanimidade, também se estende às “candidatas fictícias” Cynthia Lopes, Lina Vanessa Diogo e Tamyres Rocha Diogo, que teriam sido as escolhidas para preencher a cota de gênero do PDT municipal. De acordo com o fechamento das investigações, as três candidatas não realizaram campanha e, tampouco, cumpriram ações de envolvimento eleitoral como postagens em redes sociais, propaganda no rádio e utilização de valores justificáveis em suas prestações de contas. Fato que reforça a comprovação de possíveis “candidaturas laranjas” é, que, juntas, as três candidatas alcançaram apenas 26 votos.


Único candidato eleito pelo PDT em Nova Russas, Diego Diogo teve o mandato cassado – (Foto: reprodução/internet)

No parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, as provas elencadas são suficientes para demonstrar a realização de fraude pela agremiação partidária, no sentido de que as candidatas em nenhum momento participaram, de maneira efetiva, da campanha eleitoral de 2020. O relator do processo, desembargador George Marmesltein, destacou determinados pontos sobre o que culminou na decisão punitiva: